• Pontaria Novo Governo
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

01/07/2019 | Movimentar a carreira fora da zona de conforto leva a novas aprendizagens (Ylana Miller) - O Estado de S. Paulo

Lembro quando iniciei a minha carreira e a maioria dos profissionais da equipe tinha no mínimo 12 anos de empresa. Há 30 anos era incomum se movimentar, buscar novas oportunidades no mercado de trabalho. O objetivo da grande maioria era se perpetuar por muitos anos na mesma empresa, se possível se manter até a aposentadoria.

Hoje, a palavra movimento marca forte presença quando planejamos as nossas trajetórias de carreira. Ficar no mesmo cargo por muitos anos, em especial quando não há mais perspectiva de crescimento e desenvolvimento profissional, pode ser interpretado como acomodação.

No mês passado um sobrinho, jovem advogado com ótimo potencial, pediu demissão do escritório em que trabalhava há quatro anos. Era o seu primeiro emprego, mas não percebia novas oportunidades de crescimento a curto e médio prazos. Alguns podem pensar que jovens decidem com mais facilidade porque gostam de novos desafios e não são avessos à mudança. Não podemos generalizar. Michel tem 24 anos e não traz essa inquietude no seu jeito de ser. Para ele, mudar, errar ou se frustrar gera um desconforto.

Desta vez, foi diferente. Analisou os prós e contras, teve o apoio da família, conversou com profissionais que considera como mentores e se encheu de coragem para pedir demissão e encarar novos desafios. Fácil não foi, mas esse inconformismo saudável já está levando o jovem a novos ambientes de aprendizagem. No próximo mês será admitido em um escritório de advocacia renomado com boas perspectivas de desenvolvimento profissional.

Sair da zona de conforto exige coragem e não ter medo de errar. A paralisia que o medo causa poderia ser muito mais nociva à sua carreira e a de todos que um dia deixaram de tomar essa atitude frente a uma situação semelhante. Da forma como a história foi descrita parece que tudo ocorreu rapidamente, da noite para o dia, e o final feliz já chegou. Acredito nessa energia positiva e na agilidade que acompanham a renovação. Tudo parece conspirar a favor de quem se mexe, de quem sai da zona de conforto. Daí a celebrar um final feliz seria muito precipitado.

É momento de parabenizar pelo empoderamento na carreira e pela tomada de decisão, além de celebrar o início de uma nova trajetória, que também terá pontos fortes e situações que não serão tão encantadoras. A partir de agora, em situações que exijam uma tomada de decisão difícil, Michel terá uma força interior diferente: a autoconfiança. Se sentirá mais fortalecido para considerar novas alternativas, sempre que necessário. E no percurso desenvolverá mais resiliência para encarar algum fato que pode vir a ocorrer de forma inesperada, diferente do planejado.

A nossa carreira é a soma das nossas escolhas. Que a história desse jovem sirva de inspiração e estímulo. Planejar a carreira nos movimentando com uma dosagem de riscos calculados pode nos levar em busca do nosso propósito com mais assertividade e sucesso.

* Ylana Miller é especialista em recursos humanos, professora de pós-graduação e

sócia-diretora da Yluminarh – Desenvolvimento Profissional (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)

 

Fatos e Notícias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02